terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Compostagem







Rendi-me completamente ao processo da compostagem e não há desperdício orgânico que vá para o lixo. As vantagens são múltiplas, não só se obtém um adubo de alta qualidade e 100% ecológico como se evita que toneladas de desperdíciosacabem em lixeiras e aterros. Desde que comecei a compostagem que o nº de sacos do lixo "não reciclável" diminuiu considerávelmente.



O modelo das fotos é adequado a pequenas hortas, mas para quem mora num apartamento existem outras versões como as "Quintas de minhocas" que produzem não só composto mas um líquido fertilizante óptimo para regar as plantas.



Ao contrário do que se possa imaginar não cheira mal nem atrai insectos desde que se use correctamente! Podem ser colocados restos de vegetais e fruta crus, cascas de ovos, pacotes de chá, borras de café e papel, bem como restos do jardim (ramos, ervas, palha). NUNCA colocar gordura, restos cozinhados ou carne!



Em Portugal não encontrei muita informação, mas estes sites têm alguns conselhos úteis: http://www.cnpab.embrapa.br/publicacoes/download/cit012.pdf






4 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pela chamada de atenção Eva! Que erro de palmatória...

    ResponderEliminar
  3. cá por casa também fazemos compostagem...
    para além de todas as medidas de respeito com a natureza e a poupança de energia, que tentamos optimizar todos os dias!

    ResponderEliminar
  4. Cá em casa tambem. Arrangei um espaço no quintal e vai tudo para lá. Informei-me em vários sites que procurei e agora além de não atulhar o balde do lixo, ainda ganho com adubo para as plantas.
    Beijos.

    ResponderEliminar